Não há canto de aves,

nem brisa pela folhagem,


nem fresco da manhã


que tirem do fim da noite


todas as palavras feridas.



4 comentários: