O que importa


Pouco importa 

que tenham outra cor os teus cabelos 

se os teus olhos continuam a brilhar. 


Pouco importa 

que o teu corpo seja um cântico mais longevo

se tu te dás ainda mais mulher. 


Pouco importa 

que a tua voz tenha uma tonalidade mais adulta 

se agora me traz a ondulação de um mar calmo. 


Quero morrer a copular para afrontar a natureza 

o que importa 

é a flor que deixarei entre os teus seios.




 

26 comentários:

  1. O POETA é uma caixinha de surpresas.
    Ontem um poema triste, verdadeiramente triste.
    Esta noite um maravilhoso poema de amor de um erotismo surpreendente.
    A aguarela com a flor que ele quer deixar nos seios dela, enquanto a lua espreita feliz.

    ResponderEliminar
  2. Gosto dessa permanência .É o que importa se temos a papoula vermelha junto ao coração.
    Amei isso Luís

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado, a vida também depende de como a olhamos.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Belíssima, a aguarela e magnífico, o poema.

    Forte abraço, L.

    ResponderEliminar
  4. Aguarela lindíssima. Um poema sensual, profundo, fascinante de ler.
    .
    Abraço virtual
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  5. Não me pergunte porquê, mas não consigo ler este seu poema olhando-o pelo lado erótico e sensual.
    Vejo-o antes como um reformular de uma declaração de amor. Um amor incondicional, que resiste à passagem do tempo e às marcas inevitáveis que vai deixando no corpo de quem se ama.
    Vejo aqui muita cumplicidade, companheirismo e uma ternura imensa.

    Porque não morrer num acto de amor? Ou, porque não, poetisar esse acto associando-o à simpliciade da flor campestre, refulgindo sob a luz da Lua, depositando-a no seio da mulher amada?
    Gostei e muito, dessa ideia.

    Parabéns pela criatividade.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi muito bem analisado este meu texto de hoje, tudo bem identificado. Vivemos com a realidade do presente, com o tempo a passar por nós, porque não olhar o lado belo das marcas da vida?
      Muito Obrigado.
      Um abraço

      Eliminar
  6. Um poema em que, cada palavra, cada verso, importa!
    A lua, o anoitecer, não ofusca, a beleza da papoila.

    Muito belo!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Um poema de amor e ternura com um leve erotismo que lhe ficou ão bem.
    Gostei deveras.
    A aguarela em tons frágeis e lindíssima
    Boa tarde com paz e saúde.
    Beijo
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Registei com agrado as suas palavras que agradeço.
      Um abraço.

      Eliminar
  8. Erotismo ou não erotismo?!
    Não é aqui o que importa.
    Não resisti e traduzi.
    Uma tradução linda e infiel.

    ResponderEliminar
  9. que importa?

    se o meu coraçao, ainda
    te quer dar amor,
    na forma de uma flor.
    .
    BeatriceM

    ResponderEliminar
  10. El cuerpo va cambiando con los años, pero el espíritu puede seguin sintiéndose joven.

    Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estoy de acuerdo, será bueno para nuestra mente sobrevivir a la degradación de nuestro cuerpo. Un abrazo.

      Eliminar